Sydney Opera House

Sydney Opera House

Bondi Beach



0 comentários
O tempo tem estado instável desde que chegámos. Está calor, mas nublado e às vezes com chuva.
Mas duas semanas depois, lá tivemos um dia de sol para finalmente pormos os pés em Bondi Beach.

A praia é maravilhosa, com areia branquinha, água transparente e ondas perfeitas para os surfistas. Como fomos de manhã ainda havia muito espaço no areal, mas à tarde já é mais difícil arranjar espaço para estender a toalha.



A sério? Não dei por nada...

A tia aconselhou-nos a só tomar banho between the flags, onde a praia é vigiada e em princípio não deve haver tubarões. Great! Já nem me lembrava da possibilidade de haver predadores à nossa volta. Obrigadinha...
Mas não houve stress. No worries! Há muito mais probabilidade de levarmos com uma prancha de surf na cabeça. É que não há uma zona específica para os surfistas, há pranchas por todo o lado e aquele sinal ali em cima não é propriamente respeitado.

Trabalho duro...





Um carro com nadadores salvadores corre a praia para lá e para cá. Às vezes ao lado desse vem outro carro com pessoal a filmar para o "Bondi Rescue", um programa de televisão sobre o trabalho dos nadadores-salvadores em Bondi. É uma espécie de "Baywatch" da vida real de Bondi. Cool, hã?

Aula de surf

Sim, o sol aqui escalda!

 Depois de uma cansativa manhã de praia (lol), foi altura de recuperar energias numa das muitas esplanadas da zona, para continuar o passeio à volta da praia.

Uma deliciosa Ceaser Salad

Piscinas by the sea

 

 Foi um dia bem passado. A repetir, sem dúvida!

Money, money, money...



3 comentários

Uma das coisas que mais confusão me fez logo quando cheguei foi o dinheiro. 

As notas não são de papel como as nossas, mas numa espécie de plástico, para dificultar a falsificação. Isso é muito prático para o caso de deixarmos uma nota no bolso das calças e as pormos a lavar. Ou então não...é melhor não experimentar.
Mas em termos de números, são praticamente como o euro. Há notas de 5, 10, 20, 50 e 100 dollars.

 
Já as moedas são muito diferentes. Há de 5, 10, 20 e 50 cêntimos e de 1 e 2 dollars. O problema são os tamanhos. É que a moeda de $2 é mais pequena do que a de $1. 


Não é fácil esquecer-me dos euros e quando vou pagar alguma coisa ainda fico muito tempo a olhar para as moedas para ver se não me engano.

Mas o pior mesmo é a velocidade a que o dinheiro desaparece das nossas carteiras. É impressionante! Todos os dias gastamos com qualquer coisa, seja transportes, supermercado ou algo que faz falta para a casa.
É por isso que nos temos aplicado na procura de trabalho e esperamos ter sucesso muito em breve. Wish us luck!

Housemates



4 comentários
Chegámos há pouco mais de uma semana e já vamos na 2ª casa.
Para nós que estávamos habituados a viver sozinhos e até tínhamos acabado de comprar e mobilar um apartamento em Portugal, não é fácil perder a independência outra vez.
Dividir casa tem vários inconvenientes, como ter que partilhar a cozinha e o wc. 
Quando chegámos fiquei horrorizada com o estado em que encontrei a banheira. É que só morava um homem lá em casa até nós chegarmos e parece que o wc não tem sido lavado desde que os últimos housemates saíram. Sobrou para mim, claro! No primeiro dia tomei banho de chinelos. Depois lá tive que me ir abastecer de produtos de limpeza e tratar do assunto. 
Não sei é se a limpeza se vai manter por muito tempo... Pelo sim pelo não, acho que não arrisco pôr o pé naquela banheira sem usar um desinfectante primeiro. Porque é que alguns homens são tão porcos?
Disgusting!

Litros de lixívia e muito esfrega-esfrega depois...

Back to school



4 comentários
 
imagem: we ♥ it 

Hoje foi dia de "regresso às aulas". Quem diria que havia de voltar a estudar...

Todas as 2ªs chegam alunos novos à escola para os cursos de inglês. Depois de uma visita guiada à escola fizemos um teste para definir em que nível nos enquadramos e cada um foi encaminhado para a turma correspondente. Eu fiquei no Upper Intermediate. Nada mau hã?

Na minha turma há alunos da Espanha, Colômbia, França, República Checa, Brasil e Portugal. É engraçado reparar na pronúncia de cada um. A aula foi muito dinâmica, com exercícios em grupo.

A escola é bem equipada, tem uma sala grande de computadores com internet e uma "cozinha" com máquinas de snacks e bebidas, frigorífico, micro-ondas e várias mesas, onde podemos jantar às 6 da tarde (eu ainda não entrei nesse horário australiano).
Anyway, acho que vou gostar muito do curso :)

Time flies when you're having fun



2 comentários
Já passou uma semana desde que chegámos cá. Dá para acreditar?

Entre os passeios turísticos e as burocracias para tratar, temos andado sempre entretidos.

Mas a boa vida vai acabar. É que além do tempo, o dinheiro também voa da carteira em menos de nada. Agora é altura de procurar trabalho. Ontem já respondemos a uns anúncios e hoje temos que imprimir os nossos resumes e o meu portfolio, para começar o job hunting em força.

Aproveitando os últimos momentos de boa vida no Hyde Park...

O calçado oficial de Sydney (e Bondi em particular)



1 comentários

Os australianos têm um estilo muito descontraído. Quase toda a gente anda de chinelos para todo o lado, seja junto à praia, no shopping ou na cidade, faça chuva ou sol.

Não sei se foi por ter ficado com uns pés à Shreck no avião, mas a verdade é que nestes dias quaisquer sapatos me aleijam. Por isso,estas havaianas vão ser as minhas melhores amigas nos próximos tempos.

Pôr a leitura em dia



0 comentários


Por cá, tenho aproveitado os dias cinzentos para pôr a leitura em dia... Este está na minha mesa de cabeceira desde ontem :))

Sydney City



1 comentários
Domingo foi dia de passeio turístico para conhecer a cidade.
A Susy foi a nossa guia do dia. Ensinou-nos o percurso de autocarro, mostrou-nos as ruas de referência e levou-nos a ver as principais atracções.

Como o tempo não ajudou muito, tivemos que comprar um guarda-chuva a meio do passeio...





Hoje vamos voltar à cidade para abrir conta no banco, tirar o Tax File Number (o equivalente ao número de contribuinte) e tratar de tudo o que vamos precisar por cá.

Primeiras impressões



1 comentários
O primeiro dia foi cansativo e não deu para ver muita coisa, mas depois de um pequeno passeio de carro pelas redondezas, podemos confirmar que Bondi Beach é mesmo como nas fotos: um espectáculo!
Mas com o sono e o cansaço nem me lembrei da máquina fotográfica. Shame on me...

O trânsito parece muito confuso e atravessar a estrada ainda mais. Nunca sabemos para que lado olhar...

Está calor mas o tempo está nublado e de vez em quando chove. Parece que trouxemos o mau tempo connosco. Que chatice...

Por outro lado, vejam só o que aparece na varanda em dias de chuva :)

Chegámos!



1 comentários
Depois da jornada de 30 horas, aterrámos finalmente no destino final.

A viagem começou em Faro. Daí seguimos para Berlim, depois Frankfurt, escala em Singapura e finalmente Sydney. Trinta horas, coisa pouca...

Sobre os primeiros voos, tenho a dizer que:
- Os alemães todos juntos a falar ainda conseguem ser piores que os espanhóis; 
- Ninguém me avisou que para mudar de voo em Berlim tinhamos que andar um bocado na rua com um frio de rachar;
- Era bom que as máquinas de chocolates tivessem instruções em inglês, para eu não demorar 10 minutos para conseguir tirar um kinderbueno.

Sobre os voos de longa distância:
- Estamos sempre a comer. Pequeno-almoço, jantar, lanche, ceia... Tudo comida horrível de avião. Safaram-se o gelado Crunch, o chocolate Toblerone e os snacks e salgadinhos entre as refeições;
- Os pés incharam tanto que tirei os sapatos no avião e depois vi-me grega para os voltar a calçar;
 - Há uma boa selecção de filmes para ver. Eu escolhi o Eat, Pray, Love, Due Date e o Life as we know it. Ainda houve tempo para ver algumas séries, jogar jogos, ouvir música, ler, folhear as revistas do avião, comer, acertar o relógio, olhar para a janela, esticar as pernas e tentar dormir nos tempos mortos.
- O jetlag não é um mito.

I wonder...



3 comentários

where you are right know...

Quase... quase...



0 comentários

Pois é, está quase, quase, a chegar a hora da partida...

Agora sim, já sinto um nervoso miudinho... um friozinho na barriga... uma saudade a instalar-se... até parece que sou eu que vou embora!

Por agora, o que mais me preocupa é ficar um dia e meio sem notícias da mana... por sorte vou estar entretida durante as 30 horas de voo LOL

Vai correr tudo bem! :))

E a fofura que é a minha mala das flores?



3 comentários
:)

Packing - Parte II (ou como compactar a vida numa mala de 20kg)



2 comentários
imagem: we ♥ it

Tudo parecia correr bem no primeiro "teste" que fiz ao peso da roupa.
Ah e tal...isto afinal não é assim tanta coisa, às tantas ainda conseguimos levar tudo sem passar dos 20 kg por mala... Wrong!

Claro que havia muito mais coisas para pôr na mala que na altura não me lembrei e agora, com o conteúdo total, o peso ficou um bocadinho longe daquele do primeiro ensaio...

Roupa praqui, sapatos prali, e não havia maneira de diminuir o excesso de peso.
E pronto, tive que seleccionar ainda mais o conteúdo do meu roupeiro para levar. A muito custo e com um nó na garganta, lá tirei algumas blusas, um casaco, umas calças, um perfume, e mais uns colares e pulseiras.
Adeus trapinhos e bugigangas, quem sabe um dia vos volte a usar...

Mesmo assim não nos livramos de levar algum peso a mais..  Paciência! Eu tentei...

It’s the Final Countdown!!! (Tururututuuuu…)



5 comentários
imagem: we ♥ it

Caiu-me a ficha. Daqui a exactamente uma semana, a esta hora já estamos num avião a caminho da Austrália!

Acho que não estaria tão preocupada se o percurso até lá não demorasse 30 horas. Sim, TRINTA LONGAS HORAS DE VIAGEM!
Tendo em conta que a bateria do ipod não dura esse tempo todo e que só vou levar um livro para ler... só espero que passem bons filmes no avião...


1 comentários
imagem: we ♥ it

Andava eu sem nada para fazer, lembrei-me de ir ver a meteorologia em Sidney. 

Diz que é o pico do verão e que as temperaturas durante o dia variam entre os 29º e os 42º. Neste preciso momento, que lá é quase meia-noite, os termómetros marcam uns fresquíssimos 28º! 

Ahh...meu rico verão que por cá ainda estava tão longe! Será que vou aguentar o choque térmico?

O Resume (résumê)



0 comentários
imagem: we ♥ it

Mais um desafio da aventura australiana: fazer o currículo.

Os currículos para mim não eram novidade, especialmente depois dos meses que passei à procura de emprego há uns anos. Mas o currículo australiano tem algumas diferenças em relação ao “nosso”. Para começar chama-se Resume, o que lhe dá logo um ar mais cool do que o nosso Curriculum Vitae (boring...).

Depois inclui uma série de coisas giras, como o Profile, onde devemos descrever-nos, o Key Strenghts para apontarmos os nossos pontos fortes e ainda uma parte de Hobbies & Interests. Tudo muito prático e directo. Acabamos por pôr no currículo coisas que cá são perguntas típicas de uma entrevista de emprego. Assim fica logo despachada essa parte!

Depois há as referências de antigos patrões, que por cá não é costume mas lá tem muita importância. Ainda bem que me informei e que fomos a tempo de pedir aos nossos últimos chefes umas cartas de recomendação para levarmos.
Esperemos que sirvam :)
newer post older post